Quarta, 28 Fevereiro 2018 10:20

Vejam só o que aconteceu

 
Joaci Rabelo*
 
Oiapoque hoje vive em paz, mas nem sempre foi assim, atébem pouco, coisa de três a quatro anos atrás, a violência dominava a cena, assassinatos, estupros, tráfico de drogas, assaltos a comercios e prostituição infantil, infernizavam nossas vidas aqui na fronteira. Pior, essa brutalidade tinha torcida organizada a favor, gente importante fazia discurso nacionalista apontando o dedo contra os franceses do outro lado do Rio dizendo que eles, aliás a polícia deles, iria invadir o lado de cá, para prender nossos nacionais, caso a Câmara e o Senado aprovassem o acordo de cooperação franco brasileiro de combate ao garimpo clandestino e a pesca predatória. E mais, propalavam aos quatro ventos, caso esse acordo vingasse, o comércio de Oiapoque definharia levando seus empresários a falência e o povo ao desemprego.
 
Discurso redondo, fácil de ser embalado e vendido como verdadeiro em defesa de uma grande “causa”, ou seja, a sobrevivência dos moradores de nossa cidade.
 
Uma romaria de políticos e autoridades constituídas vindas de Macapá baixaram no município promovendo debates em emissoras de rádio, e audiências públicas na Câmara Municipal, repetindo a cantilena assustadora da tragédia anunciada. Mas isso não bastava, careciam de uma Geni para ser cuspida e apedrejada por tamanha desgraça, e assim despertar a ira popular.
Sobrou pra quem? Claro, pra quem defendia e articulava a aprovação do acordo no Congresso, no caso o ex governador Camilo, a deputada Janete e o Senador Capi. A campanha odiosa, promovida por esses canalhas, atingiu seus objetivos, conseguiram a tal ponto demonizar a imagem pública desses representantes que em 2014, Camilo teve uma pífia votação no município. Testemunhei esses acontecimentos, acompanhei de perto a infâmia engendrada pelo crime organizado para tentar impedir a aprovação do acordo com a França.
 
Mas o tempo não para, e mostrou quem sempre esteve do lado da razão. O acordo de combate ao garimpo clandestino e a pesca predatória, foi aprovado na Câmara e Senado, sancionado pela presidente Dilma Roussef, hoje está em pleno vigor, graças a articulação e a credibilidade do Senador Capi e da Deputada Janete, que nos representam em Brasília.
Hoje, às polícias dos dois lados trabalham em cooperação, agem em conjunto livrando nossas fronteiras das garras do crime organizado. Estamos aliviados e mais tranquilos, confiantes que essa paz seja duradoura. Quanto ao comércio posso lhes afirmar, vai muito bem obrigado! Oiapoque desconhece a crise econômica que castiga os demais municípios do Estado.
E por último, vejam só as voltas que o mundo dá, parte daquelas autoridades que se opuseram ao acordo de combate ao garimpo clandestino e a pesca predatória foram presas acusadas de várias crime, algumas delas continuam encarceradas até hoje a disposição da justiça, que tarda, mas um dia termina por acontecer.
 
*Joaci Rabelo, morador, cidadão, empresário, ex presidente da Associação Comercial de Oiapoque, ex vereador e ex presidente da Câmara, não poderia deixar de fazer esse reconhecimento histórico, e ao mesmo tempo, agradecer por tudo que o casal Capiberibe e seu filho Camilo fizeram, e continuam fazendo pelo nosso povo. Obrigado!
 
Foto:Alan Kardec
bannerda tv

fiscaliza br botao

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.