SenadorCapi-Senador
login
Terça, 20 Novembro 2012 19:12

Governo de São Paulo é líder em ranking de transparência de gastos

 

Publicado em 20/11/2012 - 07:48


O índice avalia conteúdo, atualização e facilidade de uso dos portais de de acompanhamento orçamentário de Estados


DANIEL BRAMATTI - O Estado de São Paulo



Pela segunda vez, o Estado de São Paulo lidera o ranking do Índice de Transparência da ONG Contas Abertas. O trabalho avalia o conteúdo, a atualização e a facilidade de uso dos portais de transparência orçamentária das 27 Unidades da Federação.


Depois de São Paulo, os Estados com orçamentos mais transparentes foram Espírito Santo, Pernambuco, Rio e Minas. Os cinco últimos colocados foram Roraima, Piauí, Sergipe, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.


Os portais orçamentários se tornaram obrigatórios em 2009, com a aprovação da Lei Complementar 131, proposta pelo senador João Capiberibe (PSB-AP).


Em 2010, ano de estreia do ranking, nem todos haviam se adaptado à lei. "Como a maioria dos portais era extremamente precária, quando continham, ao menos, os relatórios exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, pontuávamos essas informações", disse o diretor-geral da Contas Abertas, Gil Castello Branco. "Desta vez, só demos a pontuação quando as informações estavam contidas com maior clareza."


Segundo a ONG, o objetivo do índice é "criar uma cultura de transparência ativa" no setor público e promover "uma competição saudável entre os gestores".


O índice leva em conta a existência de informações sobre toda a execução orçamentária, desde a previsão de gastos até o efetivo pagamento. A pontuação também considera a existência ou não de informações sobre licitações, contratos e convênios, além de séries históricas e frequência de atualização. Um terço da nota é baseada na usabilidade dos portais - ganham mais pontos os Estados que oferecem download de sua base e, com isso, permitem a interação entre usuários e responsáveis pelos dados e dão opções de consulta e navegação.

'Navegabilidade'. No balanço de 2012, a Contas Abertas diz que, de forma geral, houve aumento de transparência nos Estados. "Em 2010, a transparência não passou de ano, com nota inferior a 5. Desta vez, passou raspando", disse Castello Branco. "A competição estimulou a melhoria. No próximo ano seremos mais exigentes, principalmente na avaliação da 'navegabilidade'.


O secretário-chefe da Casa Civil paulista, Sidney Beraldo, creditou a liderança à melhoria no acesso e à criação do Conselho da Transparência. "De 2011 para 2012, disponibilizamos ao cidadão toda a folha de pagamento dos servidores", afirmou.


Em nota, o governo de Mato Grosso do Sul, último lugar no ranking, disse promover "mudanças e adaptações gradativas para melhorar a transparência e dar cumprimento à lei". A Secretaria de Comunicação Social de Mato Grosso, penúltimo colocado, informou que procura o "aperfeiçoamento da disponibilização da base de dados". Antepenúltimo, o governo de Sergipe afirmou que todas informações previstas em lei estão no site e que "busca agilizar a navegabilidade".

 

 

Veículo: Jornal O Estado de S. Paulo - São Paulo/SP

 

 

portal transparencia

 

bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.