SenadorCapi-Senador
login
Quarta, 21 Novembro 2012 19:51

Capiberibe comemora aumento da transparência nas contas públicas dos estados

 

 

O aumento da transparência nas contas públicas nos estados brasileiros foi comemorado em Plenário nesta quarta-feira (21) pelo senador João Capiberibe (PSB-AP). O senador citou a divulgação do Índice de Transparência da ONG Contas Abertas, que avalia o conteúdo, a atualização e a facilidade de uso dos portais de transparência orçamentária nas 27 unidades da Federação. Este ano, o levantamento revelou aumento na prestação de contas dos estados.

 

A obrigatoriedade dos portais orçamentários, com divulgação detalhada das despesas da administração pública, surgiu em 2009, com a aprovação da Lei Complementar 131, de autoria de Capiberibe. A partir de 2010, a ONG Contas Abertas iniciou o ranking, avaliando os portais em funcionamento.

 

De acordo com matéria do jornal Estado de S. Paulo, lida na tribuna pelo senador, a pontuação no ranking leva em consideração critérios como existência de informações sobre toda a execução orçamentária, existência de informações sobre licitações, contratos e convênios, séries históricas e frequência de atualização. Parte da nota baseia-se também na usabilidade dos portais – ganham mais pontos estados que oferecem download de sua base ou que permitem a interação entre usuários e responsáveis pelos dados.

 

São Paulo lidera o ranking pela segunda vez consecutiva, seguido de Espírito Santo, Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Capiberibe destacou que entre os três estados mais bem colocados, dois são administrados por governadores do PSB, seu partido: Espírito Santo, com Renato Casagrande, e Pernambuco, com Eduardo Campos. Os cinco estados em pior colocação foram Roraima, Piauí, Sergipe, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

 

O senador lembrou que os prazos para adaptação às novas regras terminam em 26 de maio de 2013, quando todas as prefeituras brasileiras deverão ter disponíveis na Internet o detalhamento de suas despesas. Para o senador, a transparência das prefeituras, que têm orçamentos menores, vai ajudar a população a entender a divulgação dos gastos e criar o hábito de acompanhá-los.

Capiberibe ressaltou ainda que a Lei da Transparência vale para qualquer gestor, seja do Poder Executivo, Legislativo ou Judiciário. E pediu à população que denuncie casos de descumprimento da lei.

 

- É verdade que houve avanços na questão da transparência, mas alguns continuam resistindo. Alguns Legislativos estaduais resistem ao cumprimento da lei, é preciso que a opinião pública se mobilize e acione o Ministério Público e a Justiça exigindo o cumprimento da lei – afirmou, revelando que a Assembleia Legislativa do Amapá está sendo multada diariamente pela Justiça pelo descumprimento da lei.

 

Ajuda de custo

João Capiberibe também registrou a decisão do Senado, tomada por meio do PRS 65/2012, aprovado na terça-feira (20), de recolher junto à Receita Federal o Imposto de Renda referente às ajudas de custo pagas aos senadores no início e no final do ano, popularmente conhecidas como 14º e 15º salários, no período de 2007 a 2011.

 

O senador enfatizou que o Senado Federal aprovou o fim do pagamento desses benefícios e o projeto agora tramita na Câmara dos Deputados. Enquanto a proposta não for aprovada pelos deputados, o benefício continuará a ser pago. Capiberibe já notificou à Casa que abre mão da ajuda de custo a que teria direito.

 

Em aparte, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) afirmou que também abriu mão dos benefícios.

 

Agência Senado

 

portal transparencia

 

bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.